A história da Quiche, um prato que “viveu” uma disputa territorial.

21 de janeiro de 2015

quiche Villa Sabor

A quiche é uma torta aberta, com recheio a base de creme de leite e ovos, e originalmente recheada com bacon. Hoje é possível encontrar diversos recheios, como alho-poró, espinafre, legumes, rúcula, cogumelos, salmão, acrescentado sempre um queijo, seja ele parmesão, gruyére, camembert, roquefort ou brie.

A palavra “quiche” vem do alemão “Küchen” (torta). A quiche é um prato originário da Alsácia Lorena, que atualmente faz parte do nordeste da França e faz fronteira com a Alemanha. A região da Alsácia Lorena por diversas vezes foi comandada pelos alemães e foi palco de diversas brigas por território entre franceses e alemães.

Quando a quiche foi criada, a região que hoje é a Alsácia Lorena era uma província alemã, e se chamava “Lothringen” que, em português, significa “Lorena” e em francês “Lorraine”. Depois de muitas batalhas entre eles, na primeira e na segunda guerra mundial, a França retomou a Alsácia Lorena em 1945, e os franceses batizaram a quiche de “Quiche Lorraine”.

Como se pode perceber, a quiche possui uma origem bastante conturbada, influenciada pela disputa territorial pela Alsácia Lorena. O certo é que a quiche é de origem alemã, mas é um prato típico, tradicional e de excelência francesa.

A massa usada para fazer uma quiche é a patê brisée, que tem como base manteiga e farinha, e que fica quebradiça quando pronta. A quiche é um tipo de torta, mas difere das outras pelo fato de ser aberta e não tampada, e seu recheio que envolve creme de leite, ovos e noz moscada.

A quiche hoje é conhecida e apreciada por todo o mundo por ser um prato tão saboroso e interessante de servir em qualquer ocasião. A popularização da quiche começou após a segunda guerra mundial, primeiro ganhando apreciadores na Inglaterra, e depois, na década de 50, nos Estados Unidos e a partir daí ganhando fama mundial.

A quiche pode ser servida em um almoço, jantar, café da tarde ou até como entrada de uma refeição, variando os recheios de acordo com a criatividade de cada um (fonte de pesquisa: The Nibble Magazine).

Segue abaixo uma receita que é essa tentação de origem francesa, cujos recheios podem variar de acordo com o gosto de cada um.

Quiche Lorraine

Ingredientes

Massa

2 xícaras de farinha de trigo
125 g de manteiga gelada cortada em pedacinhos
1 ovo
sal a gosto
2 colheres (30 ml) de água gelada
manteiga e farinha de trigo para untar a forma

Recheio

1/2 xícara de bacon picado
4 ovos
1 xícara de creme de leite fresco
2 xícaras de queijo gruyère ralado grosso
sal e noz-moscada a gosto
1/4 de xícara de sálvia fresca inteira

Modo de preparo

Para a massa, misture a farinha, o sal e a manteiga com a ponta dos dedos, até formar uma farofa. Vá acrescentando 1/2 xícara de água gelada aos poucos, até que a massa fique homogênea. Como a massa tem uma grande quantidade de manteiga, é importante não ficar tabalhando a massa por muito tempo, pois os dedos quentes podem derretê-la. Dois a três minutos são suficientes. Molde uma bola com a massa e deixe na geladeira, embrulhada em filme plástico, por 15 minutos.

Em seguida, abra a massa em uma superfície lisa e enfarinhada com o auxílio de um rolo, Unte e enfarinhe uma forma de 20 cm de diâmetro. Forre o fundo e as laterais da forma com a massa. Com as pontas de um garfo, fure toda a massa para evitar que se formem bolhas e quebra da massa. Pré-aqueça o forno em temperatura média (180º C) e leve a massa para dar uma pré-assada por uns 7 a 10 minutos.

Para o recheio, frite o bacon em uma frigideira antiaderente até dourar. Retire e deixe escorrer sobre papel-toalha.

Em uma tigela, bata ligeiramente os ovos, junte o creme de leite e o queijo gruyère ralado e misture. Tempere com sal e noz-moscada e acrescente o bacon. Despeje a mistura na forma, sobre a massa pré-assada, distribua a sálvia e volte novamente ao forno por mais uns 15 ou 20 minutos ou até começar a dourar e o recheio ficar firme. Desenforme. Sirva quente ou morna.

Para saber se a quiche está assada, abra o forno e, com cuidado, balance ligeiramente a fôrma. Se o recheio estiver um pouco mole no centro e mais firme nas laterais, ela está pronta.

Caso prefira, monte a receita em forminhas individuais.

Postado em 21 de janeiro de 2015 por em Sem categoria